A Eletroneuromiografia Tem Riscos?

Eletroneuromiografia Tem Riscos?

Todos os meses, centenas de pessoas em São Paulo fazem as seguintes pesquisas no Google: “Eletroneuromiografia Tem Riscos?”, “Quais os Efeitos Colaterais da Eletroneuromiografia?”, “Quem não Pode Fazer Eletroneuromiografia?”. 

Isto demonstra que ainda existem muitas dúvidas a respeito do exame de eletroneuromiografia. Por esse motivo, elaboramos este artigo, buscando esclarecer essas dúvidas.

Eletroneuromiografia Tem Riscos?

O exame de eletroneuromiografia (EMG ou ENMG) não traz riscos à saúde. Em artigos anteriores abordamos os princípios básicos do exame de eletroneuromiografia e quais doenças são detectadas pelo exame de EMG.

Segundo a American Association of Neuromuscular & Eletrodiagnostic Medicine (AANEM) não existe nenhuma contraindicação absoluta que impeça a realização da eletroneuromiografia. Contudo, sua realização é parcialmente contraindicada para pessoas que usam marca-passo cardíaco e deve ser avaliada com cautela em pacientes que tomam medicamentos anticoagulantes ou apresentam doenças como hemofilia e alterações plaquetárias. Nestes casos, deve-se informar ao médico, que irá avaliar a contraindicação ou que tipo de tratamento poderá ser feito.

A presença de lesões na pele na região em que seria realizada a investigação também inviabiliza o exame.

Veja a seguir algumas dúvidas sobre possíveis contraindicações do exame:

Eletroneuromiografia tem riscos para Pacientes Grávidas?

Não existem contra-indicações conhecidas da realização de EMG de agulha e estudos de condução nervosa em pacientes grávidas. Além disso, nenhuma complicação desses procedimentos foi relatada na literatura médica

Eletroneuromiografia tem riscos para Pacientes com Marcapasso Cardíaco?

Os marcapassos são cada vez mais utilizados na prática clínica, e não existem evidências de que a realização de estudos neurofisiológicos de rotina em pacientes com esses dispositivos represente um risco à segurança.

No entanto, existem preocupações teóricas de que os impulsos elétricos dos estudos de condução nervosa possam ser detectados erroneamente pelos dispositivos e resultar em inibição não intencional do dispositivo. 

Em geral, quanto mais próximo o local da estimulação estiver do marcapasso, maior a chance de induzir uma voltagem de amplitude suficiente para inibir o marcapasso, principalmente no caso de eletroneuromiografia de membros superiores. Apesar de tais preocupações, nenhum efeito adverso imediato ou tardio foi relatado. O registro EMG de agulha não introduz corrente elétrica no corpo e, portanto, não apresenta risco de interferência nos dispositivos cardíacos implantados.

Pacientes que Usam Medicação Anticoagulante

Sangramento e hematoma são riscos potenciais do exame de eletroneuromiografia (EMG) de agulha em pacientes com ou sem distúrbios da coagulação sanguínea. 

Apesar do risco inerente em pacientes com e sem tendências aumentadas de sangramento, desde que a técnica foi desenvolvida pela primeira vez na década de 1960, há um crescente corpo de literatura para apoiar a segurança do exame em pacientes com e sem risco aumentado de sangramento. 

Em pacientes em uso de medicação anticoagulante, o risco trombótico de interromper a anticoagulação antes do exame supera o risco de realizar o procedimento sem o uso da medicação. 

No entanto, a EMG da agulha é um procedimento invasivo, e cada caso deve ser considerado individualmente em relação aos benefícios potenciais do estudo e os riscos de sangramento. 

Nessas situações, o EMG da agulha deve ser realizado com cautela adicional e é prudente examinar primeiro pequenos músculos superficiais que são facilmente compressíveis para observar problemas de sangramento. 

Neste artigo, procuramos esclarecer a dúvida: “Eletroneuromiografia Tem Riscos?”. Navegue pelo nosso site para saber mais sobre o exame. Para entrar em contato conosco, informar-se sobre horários de atendimento e agendar seu exame, acesse esta página.

Dr Diego de Castro Neurologista & Neurofisiologista

“Nossa meta é oferecer aos nossos pacientes muito mais do que um simples exame. Oferecemos uma avaliação neurológica com uma eletroneuromiografia de qualidade capaz de auxiliar pessoas na definição diagnóstica de seus sintomas.”

Exame de Eletroneuromiografia SP – Dr Diego de Castro Neurologista & Neurofisiologista

Endereço: Rua Itapeva, 518 – sala 901

Bela Vista – São PauloSP, 01332-904

Horário de Funcionamento: 08:00-20:00h

Telefone: (11) 3262-4745 / (11) 98758-7663

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *